Return

OPOSIÇÃO


Nos próximos meses Marte estará mais uma vez próximo da Terra. Não haverá uma aparição tão próxima como essa em 59.000 anos. Será uma aproximação do tipo periélica. Durante a oposição, Marte estará num segmento de sua órbita, que se encontra mais próxima do Sol, ou seja, a 0,5º do ponto periélio (Ls=250º). O afélio ocorreu em 18/09/2002 e o periélio será em 28/08/2003. A última aproximação periélica de Marte ocorreu em 28 setembro de 1988. Essa aparição será bastante semelhante à ocorrida há 15 anos atrás.

O dia de maior aproximação do planeta Marte será em 27/08/2003, precisamente às 09h51m T.U. (6h51m horário de Brasília), a uma distância de 55.756.622 Km da Terra ou 0,37271 Unidades Astronômicas (UA). Seu diâmetro visual será de 25,11" segundos de arco e sua magnitude –2,9 (Na aproximação de 2001, ele teve um diâmetro aparente de 20,79" e magnitude –2,4). A oposição será no dia seguinte, em 28/08/2003. Essa diferença entre o dia de maior aproximação e o dia da oposição é devida à acentuada excentricidade da órbita de Marte.

A última conjunção de Marte com o Sol foi em 10/08/2002, quando Marte tinha menos de 6" de arco de diâmetro, e a próxima conjunção será em 15/09/2004.

Durante 5 semanas seguidas, Marte terá um diâmetro superior a 23,8 segundos de arco, maior que em qualquer momento nos últimos 15 anos.

Devido à sua posição orbital, o planeta apontará o polo sul em direção à Terra, o que facilitará a observação da Capa Polar Sul, que estará em rápido derretimento. No dia da maior aproximação, seu eixo estará desviado –18,8º para o sul. Nesse dia, como em toda a temporada de aproximação, o planeta Marte estará mostrando sempre o hemisfério sul na direção da Terra. Essa condição favorecerá a observação do seu hemisfério sul, que normalmente é prejudicada nas demais aproximações marcianas, pois normalmente ele mostra melhor o seu hemisfério norte.

A melhor noção da posição de Marte em relação à Terra é vista no endereço: ( http://www.bdl.fr/s2p/mars/mars28.jpg ), em imagens de Marte feitas no Observatório Pic du Midi localizado na cadeia montanhosa dos Pirineus, em 1988.

O equinócio marciano (Ls=180º) ocorreu em 06/05/2003. Portanto, durante a aproximação, será outono no hemisfério norte e a primavera no hemisfério sul. Devido a isso, a Capa Polar Sul (primavera) estará em retração. O solstício será em 29/09/2003, momento em que será início de inverno no hemisfério norte e verão no hemisfério sul. O próximo equinócio será apenas em 05/03/2004 (início de outono no hemisfério sul e início de primavera no hemisfério norte marciano).

Marte estará projetado nas constelações de Capricórnio e principalmente Aquário, tornando-o acessível principalmente ao hemisfério sul da Terra (declinação variando em torno de -25º).

Apesar da alta sofisticação das sondas que estão em Marte ou dirigindo-se a ele, a velha arte de observar ao telescópio é a mais útil ferramenta da astronomia moderna e é o forte do astrônomo amador. A visão global do planeta, conforme é visto da Terra ao telescópio, produz uma imagem vantajosa do planeta. As sondas que orbitam Marte, muito próximas da superfície para poder captar todos os informes da vista telescópica, além de serem previamente programadas, conforme a sua órbita, captam apenas imagens preestabelecidas. A sonda Mars Global Surveyor, está em órbita de Marte, desde setembro de 1997 e a sonda Mars 2001 Odyssey, desde outubro de 2001. A Mars Global Surveyor possui atualmente uma órbita polar de baixa altitude, e fotografa o planeta apenas nos horários locais das 2 horas da madrugada e às 14horas da tarde. A Mars 2001 Odyssey, embora tenha uma órbita mais equatorial, combina imagens na luz visível com o infra-vermelho para análise mineral de sua superfície. Essas características de atividades realizadas pelas sondas, dificultam a observação global do planeta, sendo por isso muito útil a observação telescópica para complementação do trabalho de monitoração do planeta.

O Telescópio Espacial Hubble sempre foi de uma valia muito grande para as observações telescópicas. Apesar que ele não fica apontado para Marte em todos os dias. Ele pode auxiliar na retirada de dúvidas de alguns aspectos de observação.

Marte, no momento, é um laboratório natural para um estudo atmosférico, pois não foi afetado pela atividade humana. Ele possui um dia de 24 horas, quatro estações do ano, tem um clima de atividade global, mudanças climáticas, degelo anual de suas calotas polares, nuvens de cristais de água, ventos empoeirados e tempestades de areia, e variações nos padrões superficiais, também chamadas de manchas de albedo, que mudam de cor, tonalidade, forma e tamanho ao longo do tempo.

Algumas questões marcianas permanecem abertas, ainda sem soluções: O clima polar é estático ou é cambiante ao longo do tempo? As nuvens de cristais de gelo d’água que surgem em regiões equatoriais são sazonais? Se for sim, pode-se prever o seu tipo, seu surgimento, e seus locais prediletos de surgimento? Os ventos superficiais estão relacionados com a formação de nuvens e seus movimentos? O que causa as seculares mudanças nas manchas de albedo? Suas localizações topográficas são controladas ou são resultado de ventos não sazonais?

As observações feitas pelos membros da REA, serão novamente enviadas para o International Mars Patrol (I.M.P.). Essa entidade foi fundada pelo norte-americano e célebre observador de Marte, Charles F. Capen (1926-1986) no final dos anos 60. O IMP vem sendo coordenado pela A.L.P.O. (Association of Lunar and Planetary Observers), nos E.U.A. e já contribuiu com mais de 30 mil observações de Marte e também trabalhou em 16 aparições do planeta em seus 36 anos de existência. Já estiveram trabalhando para o I.M.P. um total de 47 países. Essa entidade tem o objetivo de monitorar o planeta 24 horas por dia, pois ela tem observadores em toda parte do mundo. Toda alteração significativa observada na atmosfera marciana, deverá ser anunciada imediatamente, principalmente pela Internet, pois a rede vai divulgar o achado para todos os observadores no mundo. Junto ao I.M.P. trabalham os membros de várias entidades, como a "A.L.P.O." (E.U.A.), "British Astronomical Association -B.A.A." (Inglaterra), "Nordic Mars Observers" (Suécia), Oriental Astronomical Association -O.A.A." (Japão), Arbeitskreis Planetenbachter (Alemanha) e a "Rede de Astronomia Observacional -REA" (Brasil).

Em 1995 astrônomos da N.A.S.A., convidaram os astrônomos do I.M.P. a trabalhar em conjunto, pois as observações amadoras feitas em luz visível, com o uso de filtros, complementou o trabalho profissional feito no infravermelho. Além disso, a análise meteorológica global e as mudanças das manchas de albedo, são dados que são dificilmente obtidos pelos orbitadores em órbita. O astrônomo norte-americano James F. Bell, ou melhor, Jim Bell, como é mais conhecido, da Universidade de Cornell, criou um projeto junto ao I.M.P. chamado " Marswatch Project". Trata-se de um programa de colaboração entre profissionais e amadores, na observação telescópica de Marte.

O projeto " International Marswatch" de 1997 e 1999 desenvolveu-se com sucesso total. Foram mais de 150 astrônomos amadores e profissionais de 14 países, colhendo imagens CCD, fazendo desenhos ou relatórios, de forma sistemática, sendo depois enviadas por correio normal ou por Internet às centrais das entidades e por fim aos centros de pesquisas planetárias. O Jet Propulsion Laboratory (EUA), arquivou as observações telescópicas de todos os observadores, para depois usá-las nas reduções de dados necessárias para o auxílio da exploração do planeta Marte, que deverá ser colonizado nas próximas décadas .

O uso da Internet ajudou bastante os trabalhos, no que diz respeito de comentários, alertas imediatos e discussões dos fenômenos observados no planeta. O projeto correspondeu completamente aos propósitos e auxiliou na determinação da atividade meteorológica do planeta nos meses que procederam a chegada das sondas norte-americanas Mars Pathfinder e Mars Global Surveyor, a Marte. Nesse trabalho, Jim Bell esteve presente em todas as situações, auxiliando, perguntando e enviando páginas da Internet do Telescópio Espacial Hubble, boletins de últimas notícias e dados colhidos pelas entidades profissionais aos amadores. Os mesmos esforços e incentivos foram feitos por Daniel M. Troiani (ALPO), Donald C. Parker (ALPO), Carlos E. Hernandez (ALPO) e Dr. Masatsugu Minami (OAA), durante o período de observações. Nos períodos de aproximação do planeta, a OAA envia quinzenalmente, pelo correio normal, um jornal com todos os dados das observações feitas pelos integrantes do IMP, entitulado "Communications in Mars Observations".

O International Mars Watch de 2003 será mais uma vez dirigido por David R. Klassen (klassen@rowan.edu) da Rowan University. Klassen trabalha no "Department of Chemistry & Physics" fax: 856-256-4478, 201 Mullica Hill Road , Glassboro, NJ 08028-USA.

O endereço da página do International Marswatch 2003 na Internet é:

http://elvis.rowan.edu/marswatch/index.shtml

Os dados recolhidos pelos observadores profissionais e amadores durante as aproximação de 2003, serão divulgados via "Internet" à todos colaboradores, através do endereço:

http://elvis.rowan.edu/marswatch/images.html

As imagens e desenhos digitalizados de Marte devem ser enviadas "atachadas" ao E-mail para Mr. David Klassen no E-mail: klassen@rowan.edu

No endereço: http://elvis.rowan.edu/marswatch/ftp.html , obtém-se os dados necessários para a imagem que se vai enviar. Exemplo: usar preferencialmente nas extensões JPG ou GIF, usar as datas na seqüência ano, mês dia, hora e em Tempo Universal (TU) etc.

Endereço do International Mars Watch (Mars Net) 1995:

http://astrosun.tn.cornell.edu/marsnet/mnhome.html

Endereço do International Mars Watch 1997:

http://astrosun.tn.cornell.edu/marsnet/imw/marswatch96.info.html

http://mpfwww.jpl.nasa.gov/mpf/marswatch.html

Endereço do International Mars Watch 1999:

http://www.astroleague.org/marswatch/

Endereço do International Mars Watch 2001:

http://elvis.rowan.edu/marswatch/2001/index.shtml

Sugere-se fazer visitas periódicas no endereço da ALPO Mars Section, principalmente para os alertas, que serão publicados com referência principalmente à meteorologia marciana: http://www.lpl.arizona.edu/~rhill/alpo/mars.html

Os alertas e as imagens enviadas à ALPO e conseqüentemente ao International Mars Patrol, são conseguidas no endereço:

http://www.lpl.arizona.edu/~rhill/alpo/marstuff/recobs.html

Efeméride, para 2003, detalhada do planeta Marte, pode ser acessadas na página da ALPO:

http://www.lpl.arizona.edu/~rhill/alpo/marstuff/ephems/ephem2003.html

Outros Endereços úteis:

Approaching Mars - SCIENCE NASA

http://science.nasa.gov/headlines/y2003/18jun_approachingmars.htm

REDE DE ASTRONOMIA OBSERVACIONAL (REA):

http://geocities.yahoo.com.br/reabrasil/

REA - MARTE:

http://geocities.yahoo.com.br/reabrasil_marte/

Projetos de Observação de Marte na Rede de Astronomia Observacional (REA) 2003:

http://geocities.yahoo.com.br/reabrasil_marte/2003/marte03.html

Galeria de Imagens de Marte em 2001 na REA:

http://geocities.yahoo.com.br/reabrasil_marte/2001/imagensmarte.htm

Desenvolvimento da Grande Tempestade de Poeira em 2001:

http://geocities.yahoo.com.br/reabrasil_marte/2001/greatduststorm1.jpg

http://geocities.yahoo.com.br/reabrasil_marte/2001/greatduststorm2.jpg

Estação Costeira 1:

http://geocities.yahoo.com.br/costeira1/marte.htm

A revista norte-americana Sky & Telescope tem colocado noções sobre a aproximação de Marte:

http://skyandtelescope.com/

http://skyandtelescope.com/observing/objects/planets/

http://skyandtelescope.com/printable/observing/objects/planets/article_932.asp#

http://skyandtelescope.com/printable/observing/objects/planets/article_973.asp

http://skyandtelescope.com/printable/observing/objects/planets/article_985.asp

Oriental Astronomical Association – OAA (Japão):

Esse site é um dos melhores disponível na internet, principalmente pela qualidade e seriedade de seus membros:

OAA Pagina de entrada:

http://www.mars.dti.ne.jp/~cmo/oaa_mars.html

OAA (imagens):

http://www.mars.dti.ne.jp/~cmo/ds2001/f_ds_image.html

British Astronomical Association:

http://www.ast.cam.ac.uk/~baa/

Nordic Mars Observers:

http://www.astro.uu.se/~johwar/NMO/nmo.html

Face visível de Marte por Jim Bell:

http://elvis.rowan.edu/marswatch/cgi-bin/marsview.cgi

Approaching Mars - SCIENCE NASA

http://science.nasa.gov/headlines/y2003/18jun_approachingmars.htm